Sou tudo aquilo que escrevo.Não há melhor forma de me conhecer.Nas palavras encontrei todos os sentidos.Nos gestos descobri todas as emoções. No amor descobri a vida em mim.Tudo em mim é mar, calmo ou violento, quando olharem esse azul imenso de água pleno, relembrem as palavras que escrevi, esse é o segredo de estar aqui.
Domingo, 18 de Maio de 2008

Poeta da Alma

Palavras

 

Gosto das palavras.
As tuas.

Sejam praias de sentires
ou recantos de ficção.

Gosto, porque de palavras me visto.
Ou desnudo as melancolias

 

 

Sonhos tresmalhados

  

Os amantes sem dinheiro

Tinham o rosto aberto a quem passava.
Tinham lendas e mitos
e frio no coração.
Tinham jardins onde a lua passeava
de mãos dadas com a água
e um anjo de pedra por irmão.

Tinham como toda a gente
o milagre de cada dia
escorrendo pelos telhados;
e olhos de oiro
onde ardiam
os sonhos mais tresmalhados.

Tinham fome e sede como os bichos,
e silêncio
à roda dos seus passos.
Mas a cada gesto que faziam
um pássaro nascia dos seus dedos
e deslumbrado penetrava nos espaços.

Eugénio de Andrade

 

 Acordar com as tuas palavras

 

Há palavras sem resposta, de tão belas.
Fiquei sem palavras, até que a madrugada se foi e eu acordei contigo no pensamento...

Eu que me descubro tantas vezes nos bosques da ficção, eu que dispo tantas vezes os meus sentimentos na palavra, eu que percorro todos os caminhos das emoções na pele milenar da voz escrita sem devaneios, gosto que me atormentem assim.

Gosto de sentir o roçar das palavras na minha nuca, ainda que sejam encontros de madrugadas juradas aos ventos da fantasia.

Gosto de sentir o murmúrio sensual do mar escrito em colunas sufocadas pelas vagas.

Gosto de sentir o corpo tremer, crescer, estender-se e ficar, intensamente curvado sobre a boca das palavras.

Gosto de fazer amor, beijar todos os poros, ser língua e espada, grito e adejar dolente, abrir de par em par a porta dos corpos, das almas, ser inteiro dentro e fora, no sexo ou na virtude, e ficar assim, calado, que as palavras me emudeceram a resposta.

Gostei de ficar sem palavras, porque disseste todas as palavras.

Percorro-te o corpo em sinestesias de paixão, mordo-te o seios que sufocam a vida, passo-te a mão na mão da alma, tremo fazendo-te tremer, afago o sexo virtual que fazemos em lençóis amarrotados ao ritmo com que escrevemos a paixão segundo São Devaneio, entro em ti como se fosses o veneno final do apetite redescoberto, seduzo-te os sentidos porque és onda, gaivota, nuvem, falésia, e sorris o desejo com o brilho das gotas de seiva a correr.

E fico aqui, os olhos abertos à tua nudez desembaraçada, brincando com Eros na plenitude natural dos campos primaveris.

Eu sei que te desejo.

Mas há um sol que encandeia as nuvens, a chuva que apaga os regos por onde encaminhamos o desencanto unilateral de sermos apenas ficção.

 

Sobre o autor: Poeta da Alma

Pensamentos:
Abrigo por Anamel às 19:54

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De vascote a 20 de Maio de 2008 às 13:20
Ser assim, de repente, esse orgulho...

Obrigado por te lembrares de mim.

Palavras com dedicatória são poucas, estas têm.

Beijinho

Comentar post

Pensamentos à deriva..

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30

Abrigos recentes

Aromas nos gestos

Respirar-te

A musica nas tuas mãos..

Janela do teu olhar

Para o meu amor..

_Heart_Soul_

Poeta da Alma

Esta sede que te sinto..

Quando..

Fica com a menina..

Sótão dos Pensamentos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Pensamentos

alentejo blue(1)

alunos(2)

amar(3)

amigos(4)

amigos virtuais(6)

amor(5)

eu(45)

fernando pessoa(1)

filmes(1)

fotografia(3)

livros(7)

mãe(15)

monica ali(1)

musica(1)

natal(1)

ornatus violeta(1)

poesia(66)

sentir(1)

viagens(2)

vinicius de morais(1)

todas as tags

Deixa o teu comentário..

Enviar Email

Favoritos

'I dreamed a dream' - Gle...

'Don't stop believing' (S...

Fica com a menina..

'Tento saber' - Nuno Guer...

'Ballade pour Adeline' - ...

'Into the night' - Carlos...

Abrigo de Pensamentos

↑ Grab this Headline Animator

 Subscrever Abrigo de Pensamentos

Escrever email:

Delivered by FeedBurner

Descubram-me no abrigo das palavras

blogs SAPO

Subscrever feeds